>Obesidade pode estar contribuindo para aquecimento global

>

Talvez uma boa dieta seja uma ferramenta útil no combate as mudanças climáticas.
Como se a obesidade já não representasse um sério risco a saúde dos gordinhos, uma pesquisa britânica diz que o excesso de peso em massa pode estar mesmo é comprometendo o clima do planeta.
O estudo feito pela London School of Hygiene and Tropical Medicine afirma que países com epidemia de obesidade, como os Estados Unidos, poluem 40% a mais que países com a população mais magra, como a Tailândia.
Além dos gordinhos consumirem mais alimentos seus hábitos sedentários implicam em um maior gasto com transportes e energia. Os obesos, em maioria, preferem fugir de uma curta caminhada usando um carro movido à gasolina, por exemplo, enquanto os mais magros caminham pela mesma distância, alegremente.
Na comparação da emissão de dióxido de carbono entre gordos e magros a diferença é assustadora. 1 bilhão de gordinhos emitiriam 1 bilhão de toneladas a mais que pessoas com o peso adequado.
A preocupação aumenta ao perceber uma tendência mundial ao aumento de peso da população, com a proliferação da cultura dos fast foods somada ao aumento do sedentarismo.
De acordo com os responsáveis pelo estudo: “Devemos reconhecer que reduzir a gordura é um fator-chave na luta para reduzir as emissões e retardar as mudanças climáticas”.

http://edition.cnn.com/2009/HEALTH/04/20/thin.global.warming/index.html

Sobre doutorcasa

Neurocirugião autodidata, paranormal e carpinteiro.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s