Bandido é descoberto graças a tattoo do homícidio

Se existisse teste psicotécnico para bandido, muito correria acabaria desempregado.

Graças a combinação de idiotice com amor pela body art, um crime – aparentemente sem solução – foi desvendado. Bastou um olhar mais atento.

O sargento Kevin Lloyd trabalhava há anos para desvendar a morte de John Juarez, sem fazer qualquer grande progresso. Até que examinou numa foto o peito tatuado de um criminoso chamado Anthony Garcia.

Garcia, integrante de uma gangue, fez a gentileza de tatuar um desenho sobre o crime. E caprichou nos detalhes. Até as luzes natalinas, que então enfeitavam a loja em frente ao local do crime, foram incluídas no desenho. Já a vítima foi representada como um simpático “Mr. Peanuts” cheio de tiros.

O policial notou que até a trajetória das balas, disparadas de um helicóptero, estava correta.

Garcia será julgado pela morte de Juarez no dia 19 de maio e poderá ser condenado de 65 anos a prisão perpétua. Mesmo que seja sentenciado a pena mínima, terá tempo de sobra para tatuar cada pedacinho que ainda sobra em branco de seu corpo. Quem sabe não faz um diário ilustrado homoerótico da vida atrás das grades?

Sobre doutorcasa

Neurocirugião autodidata, paranormal e carpinteiro.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Bandido é descoberto graças a tattoo do homícidio

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s