Parlamento do Quirguistão sacrifica 7 carneiros para espantar maus espíritos

Depois de um presidente deposto, em abril no ano passado, e semanas de pesados desentendimentos entre os parlamentares da nova legislatura, o Legistativo do Quirguistão resolveu apelar: Sacrificou sete carneiros para afastar os maus espíritos que andam atrapalhando os trabalhos.

Segundo o parlamentar Myktybek Abdyldayev, eles recorreram a essa antiga tradição do país muçulmano para que o Congresso não visse mais nenhum derramento de sangue. Não humano, pelo menos.

Mas nem todos os políticos Quirguistaneses gostaram da ideia. Para Ondorush Toktonasyrov, que liderou os protestos no ano passado, o ritual demonstra uma mentalidade atrasada. E seus colegas deputados parecem não entender que rituais assim são inapropriados em um prédio público, onde funciona um dos poderes do país.

Em tempos de discutir a reforma política no Brasil, rumores dizem que a prática de espantar maus espíritos através de sacríficios está descartada por nosso Congresso Nacional. Não seria tanto pelo amor ao animais e mais pelo apreço aos maus espíritos. Alguns políticos brasileiros seriam corporativistas demais para atuar contra a própria classe.

Sobre doutorcasa

Neurocirugião autodidata, paranormal e carpinteiro.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s