Paciente sai de cirurgia falando com sotaque estrangeiro

Uma norte-americana, do Oregon, foi anestesiada para um cirurgia odontológica. Ao acordar, começou a falar um polido sotaque britânico saído de Deus sabe onde. Na verdade algo entre o acento irlandês e o escocês, com um leve toque australiano, segundo os especialistas.

A mulher de 56 anos possivelmente está sendo acometida de um distúrbio da fala que parece engraçado, mas pode indicar sérios danos cerebrais – a chamada  síndrome do sotaque estrangeiro.

Os brincalhões dizem que é o “Mal de Geller”, piada com o episódio de “Friends” em que Ross inventa um sotaque britânico para dar aulas na universidade. 

O caso mais famoso da síndrome foi o de outro norte-americano, que ganhou um sotaque escandinavo depois de um AVC, em 1990. Mas que não queria melhorar, por achar que isso o tornaria mais atraente para mulheres. Para sua tristeza, o sotaque desapareceu após apenas 3 meses.

Sobre doutorcasa

Neurocirugião autodidata, paranormal e carpinteiro.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s